Facto: boa parte dos super-heróis de banda-desenhada que conhecemos já usavam máscaras antes de ser cool. Uns por não quererem ser reconhecidos, outros simplesmente para impor aquele respeito, sem nunca terem de dar parte fraca, e outros, provavelmente, só por uma questão estética. Uma coisa é certa: nenhum deles decidiu usar máscara com o objectivo de se proteger e de proteger outros de um contágio. 

Nesta altura, também nós somos desafiados a ser super-heróis e colocar a máscara para salvar o mundo. Afinal de contas, não era esse o sonho de quase todos quando éramos crianças? Aqui está uma boa oportunidade para o concretizarmos.

Mas, para isso, é essencial percebermos quais dos super-heróis da ficção é que devem ser um exemplo para nós, super-heróis na realidade. Vamos a isso?

Catwoman

Ladies first, não é verdade? O alter-ego de Selina Kile tem uma máscara com orelhinhas de gata no topo, que parecem tudo menos inofensivas e fofinhas com uma típica gata – é que o preto intimida qualquer um.

O problema é que o enorme recorte na zona dos olhos, e o posicionamento acima do nariz fazem desta máscara algo totalmente inútil para proteger contra um vírus – nem olhos, nem nariz, nem boca. Definitivamente, um exemplo a não seguir.

Captain America


O Captain America, tal como o President America (Donald Trump), também está mesmo a pedi-las. Tirando a parte das orelhinhas de gata e a cor, a máscara do super-herói da Marvel é rigorosamente igual à da sua rival da DC Comics. Se calhar, não era má ideia usar o escudo para proteger a cara, ó capitão! Definitivamente, um exemplo a não seguir. 

Batman


A máscara de Bruce Wayne está, sem dúvida, uns furos acima do Captain America e Catwoman – melhor dizendo, tem uns furos a menos. Neste caso, os olhos e o nariz estão protegidos, mas a boca ainda fica à mercê. Se o coronavírus começou ou não com os morcegos, isso não sabemos – a verdade é que aqui o homem-morcego está a contribuir para que a sua propagação seja mais fácil. Um exemplo a não seguir.

Spider-Man

No que diz respeito à utilização de máscara, o Spiderman, garantidamente, não anda às aranhas, e encosta Batman, Captain America e Catwoman a um canto. É que a indumentária do jovem Peter Parker cobre-lhe o rosto por completo e, a julgar pelos filmes, não o impede de ver, falar ou respirar. Resta só saber se o material da máscara é o ideal ou não. Independentemente disso, estamos perante um exemplo a seguir. 

Iron-Man


Ora aí está aquilo a que se pode chamar uma máscara certificada, senhoras e senhores. Além de olhos, nariz e boca estarem cobertos, o material utilizado é claramente mais resistente, e certamente reutilizável após lavagem. Aqui, não passa nada. No fundo, é como se o Iron-Man utilizasse uma combinação de máscara com viseira. Definitivamente, um exemplo a seguir. 

Resumidamente, sejam como o Iron-Man: usem máscaras certificadas. Por falar nisso, estão no sítio certo para encomendar umas aí para casa. Stay safe, superheroes!